Quem é tímido pode desenvolver autoconfiança?

Algumas pessoas que são tímidas, acham que por ter essa condição desde sempre, não podem ser autoconfiantes. E tudo isso porque existe um mito, onde as pessoas acham que a pessoa tem, ou não tem. 

Mas a verdade é que a autoconfiança pode sim ser desenvolvida, inclusive em pessoas que são tímidas e isso já foi comprovado cientificamente. 

Por isso, aqui neste artigo vamos falar sobre timidez e auto confiança, e também entenderemos comos podemos começar a desenvolver autoconfiança, mesmo que a timidez faça parte da nossa vida. 

Você é uma pessoa tímida? 

Timidez é a sensação de constrangimento e uma apreensão que algumas pessoas sentem quando se aproximam ou quando são abordadas por outras pessoas. 

Essas pessoas desejam ser extrovertidas e se conectar com outras pessoas no nível social e emocional. No entanto, eles acham isso impossível porque parecem não conseguir lidar com a ansiedade que vem com a interação humana.

Pessoas tímidas tem zero autoconfiança. Elas buscam desesperadamente a aceitação e aprovação de outras pessoas. Isso os torna extremamente autoconscientes e temerosos de serem julgados, ridicularizados, criticados, humilhados, envergonhados e rejeitados. 

As consequências negativas da timidez e falta de confiança 

superado pela timidez nunca é bom para o seu crescimento e desenvolvimento social. Não apenas faz com que você evite propositalmente situações sociais, como também pode levar ao isolamento, tristeza, solidão, arrependimento e depressão. 

De fato, toda vez que você evita uma situação social, nesse momento esgota seus reservatórios de autoconfiança. E quanto menos autoconfiança você tiver, menor a probabilidade de opinar, de fazer novos amigos, de aproveitar as oportunidades sociais para promover sua carreira ou atingir os objetivos desejados.

Todos temos metas e objetivos que gostaríamos de alcançar. É lamentável para indivíduos tímidos que a grande maioria desses objetivos exija a ajuda de outras pessoas. Isso significa que, para que seus objetivos sejam concretizados, eles devem se aventurar no mundo e fazer conexões sociais. E se eles não puderem fazer isso, acabarão vivendo uma vida cheia de arrependimentos e promessas não cumpridas.

Todas essas consequências podem levar a uma vida muito problemática. No entanto, não precisa ser assim. Se a timidez está atualmente direcionando suas decisões e ações, não é tarde demais para fazer algumas mudanças fundamentais a partir de hoje.

A jornada, é claro, não será fácil e levará algum tempo e esforço. No entanto, com o desejo de fazer essas mudanças se manterem e o compromisso de aprimorar suas habilidades sociais, você certamente pode mudar sua vida.

Tenha clareza

Seu primeiro passo é identificar o que você gostaria de alcançar ao perder a timidez e ganhar mais autoconfiança. Seus objetivos desejados devem inicialmente ser muito simples e diretos. 

Por exemplo, você pode definir uma meta para fazer uma pergunta a um estranho. Após esse encontro inicial, você pode definir outro objetivo para ter uma conversa de dois minutos com um estranho. A partir daí, você definiria metas adicionais que o ajudarão a progredir ainda mais. Pergunte a si mesmo:

  • Qual é o meu objetivo final? 
  • O que eu quero fazer, que não consigo hoje por conta da timidez?
  • Qual é o primeiro pequeno passo que consigo dar hoje? 
  • Quais metas eu devo definir para chegar ao meu objetivo final? 

Depois de identificar seus objetivos, agora você deve reconhecer os obstáculos que atualmente o impedem de tomar medidas positivas no futuro. Pergunte a si mesmo:

  • O que está me impedindo a chegar no meu objetivo final? 
  • Como eu me sinto sobre isso? 

Responder a essas perguntas fornecerá uma compreensão profunda de suas tendências psicológicas quando se trata dessa situação social específica e de quando sua timidez aflora. 

Quanto maior clareza você tiver sobre essas coisas, mais efetivamente será capaz de lidar com esses obstáculos com êxito.

Dê pequenos passos

É muito importante dar pequenos passos consistentemente para conseguir acabar com a timidez, você precisa treinar o seu cérebro a ter mais autoconfiança. 

É claro que você deve começar devagar e ganhar impulso ao longo do tempo. Isto é muito importante. Se não houver um planejamento de pequenos passos, isso poderá gerar muita ansiedade.  

Para evitar esse cenário, certifique-se de definir expectativas realistas, e metas alcançaveis. O que importa é ser consistente nelas. 

Ao planejar fazer pequenas etapas diárias em direção à sua meta final, reserve um tempo para considerar o seguinte:

  • O que especificamente farei socialmente hoje?
  • Como vou fazer isso?
  • Onde especificamente eu farei isso?
  • Quem potencialmente estará lá?
  • Por quanto tempo vou fazer isso?

Se você der essa clareza para o seu cérebro, ele te entregará mais energia, e menos ansiedade, pois você tem clareza da situação, e são metas alcançáveis. 

Abandone a busca pela perfeição 

Pessoas tímidas e com baixa autoconfiança estão em constante busca pela perfeição. E é justamente por isso que são tímidas, porque a perfeição não existe. 

Você nunca será perfeito. Você só pode fazer o seu melhor e o seu melhor resultará em resultados muito diferentes, dependendo do dia e da situação social em que se encontrar.

Não seja duro consigo mesmo quando cometer erros. Os erros são uma parte normal e natural da vida. De fato, a única maneira de aprender é quando você cometer erros. 

É tudo um processo de aprendizado que exige tempo, paciência, dedicação e esforço. Você chegará lá e não será perfeito. Isso é perfeitamente normal.

Não analise demais as situações 

O tímido é observador e extremamente analista, mas isso pode te ajudar ainda mais na timidez  e falta de confiança se for o seu caso. 

Não tente analisar demais a situação justificando como e por que as coisas aconteceram da maneira que aconteceram. Se perder nesses tipos de detalhes só inviabilizará seus esforços. Em vez disso, concentre-se em seguir em frente e construir sua autoconfiança através da repetição e de um esforço consistente ao longo do tempo.

Construa autoconfiança diretamente no seu cérebro 

Neste artigo nós vimos que é sim possível construir e treinar a autoconfiança, apesar da timidez. 

A timidez não é uma condição permanente ou genética, ela pode ser modificada e substituída pela autoconfiança, se soubermos aonde mexer. 

Você quer saber como fazer isso? Se cadastre nesta aula ONLINE e GRATUITA: brainpower.com.br/confianca

Exercício infalível para se sentir autoconfiante em minutos – Faça agora

A autoconfiança é atraente. Pessoas autoconfiantes parecem à vontade consigo mesmas e com seu trabalho. Pessoas seguras de si mesmas inspiram por onde passam. 

Todos nós desejamos ser mais autoconfiantes, mas nem sempre é fácil assim, inclusive se você se considera uma pessoa tímida ou insegura. 

Neste artigo você saberá o que é autoconfiança, qual é a sua importância, e vou deixar em vídeo um exercício que você pode fazer agora mesmo para se sentir mais autoconfiante. 

O que é autoconfiança? 

Ser autoconfiante, é calar as opiniões alheias. É confiar naquilo que você quer e em suas habilidades. Você para de se perguntar o que os outros vão pensar antes de fazer algo que você deseja. 

Isso significa que você aceita e confia em si mesmo e tem um senso de controle em sua vida. Você conhece bem seus pontos fortes e fracos e tem uma visão positiva de si mesmo. Você define expectativas e metas realistas, se comunica de forma assertiva e pode lidar com críticas.

Por outro lado, baixa autoconfiança pode fazer você se sentir cheio de dúvidas, ser passivo ou submisso ou ter dificuldade em confiar nos outros. Você pode se sentir inferior, não amado ou ser sensível a críticas. 

A autoconfiança é mais importante do que você imagina 

A autoconfiança está ligada a quase todos os elementos envolvidos em uma vida feliz e gratificante. Vamos destacar as 5 principais que você pode ter como recompensa se desenvolver mais autoconfiança

1 – Menos medo e menos ansiedade 

Quanto mais autoconfiante você se tornar, mais será capaz de acalmar a voz dentro de você que diz: “Eu não posso fazer isso”. Você será capaz de se libertar de seus pensamentos e agir de acordo com seus valores.

Se você é uma pessoa insegura e ansiosa, sabe bem o que é a tendência de ficar pensando demasiadamente sobre preocupações e erros. Esses pensamentos acelerados está ligado a insegurança e ansiedade. 

Isso é extremamente prejudicial para sua vida. Mas quando você consegue desenvolver autoconfiança, você quebra esse ciclo de pensamentos de medo e ansiedade. 

2 – Mais motivação 

À medida que sua autoconfiança aumenta, você se sentirá mais motivado a aumentar suas habilidades. Os pensamentos de “e se” ainda surgirão: “E se eu falhar?” “E se eu me envergonhar?” Mas com autoconfiança, esses pensamentos não serão mais paralisantes. Em vez disso, você poderá sorrir e agir de qualquer maneira, sentindo-se energizado pelo seu progresso na busca de objetivos que significam algo para você.

3 – Mais resiliência 

A autoconfiança nos ajuda a enfrentar e a lidar com contratempos e momentos difíceis. Autoconfiança não significa que você não irá falhar. Mas você saberá que pode lidar com desafios e não ser prejudicado por eles. Mesmo quando as coisas não saem nem perto do que você planejou, você conseguirá tirar o melhor daquilo. 

À medida que você se esforça para tentar coisas novas, começa a entender realmente como falhas e erros levam ao crescimento. A aceitação de que o fracasso faz parte da vida começará a se enraizar. Paradoxalmente, por estar mais disposto a falhar, você realmente terá mais sucesso – porque não espera que tudo seja 100% perfeito antes de agir. 

4 – Vai melhorar seus relacionamentos 

Pode parecer contra-intuitivo, mas quando você tem mais autoconfiança, fica menos focado em si mesmo. Se você é inseguro já experimentou entrar em uma sala e ter a sensação de todos estarem olhando para você e te julgando. 

Mas a verdade é que as pessoas estão envolvidas em seus próprios pensamentos e preocupações. Quando você sair da sua própria cabeça, será capaz de se envolver genuinamente com os outros.

Você desfrutará mais de suas interações porque não ficará preocupado com o tipo de impressão que está causando e não estará se comparando aos outros. Seu estado relaxado e autoconfiante também deixará os outros à vontade, ajudando você a criar conexões mais profundas.

5 – O seu eu interior será fortalecido 

A autoconfiança, faz você se enraizar em quem você realmente é. Você será capaz de aceitar suas fraquezas, sabendo que elas não mudam sua autoestima. Você também poderá comemorar seus pontos fortes e passará a valorizá-los mais. 

Suas ações estarão alinhadas com seus princípios, dando a você um maior senso de propósito. Você saberá quem você é e o que você representa. Você terá as habilidades para aparecer, levantar e falar. Em outras palavras, você poderá deixar o seu melhor sair para fora, sem se importar com o que os outros pensam. 

Um exercício para se sentir mais autoconfiante agora 

Agora que já entendemos a importância da autoconfiança, como o prometido, vou deixar em vídeo um exercício que você pode fazer agora mesmo para se sentir mais autoconfiante. 

Faça vendo o vídeo abaixo, e comente se deu certo com você. 🙂 

4 dicas para eliminar a timidez e ser mais autoconfiante

Quem é tímido, sabe o constrangimento que passa diariamente, e em diversas situações. Quando é abordado por alguém, ou até mesmo quando quer abordar alguém, por exemplo. 

Uma pessoa tímida e insegura, tem um desejo de se conectar mais com outras pessoas de forma natural e confiante, mas isso parece  impossível porque parecem não conseguir lidar com a ansiedade que vem com a interação humana.

Pessoas tímidas dizem constantemente que gostariam de ser mais extrovertida, mas antes de prosseguir quero mostrar que você pode sim ser introvertido, e abandonar a timidez. Uma coisa não anula a outra. 

Timidez não é introversão 

Timidez não é o mesmo que ser introvertido. Os introvertidos realmente se sentem energizados, passando um tempo sozinhos fazendo suas próprias coisas. Eles não têm medo de situações sociais, mas preferem simplesmente ficar sozinhos. As situações sociais os drenam emocionalmente, enquanto as atividades solitárias energizam e estimulam sua criatividade.

Por outro lado, as pessoas tímidas buscam desesperadamente a aceitação e aprovação de outras pessoas. Isso os torna extremamente autoconscientes e temerosos de serem julgados, ridicularizados, criticados, humilhados, envergonhados e rejeitados. 

Quem é tímido têm uma auto-preocupação negativa e frequentemente avaliam a si mesmos e suas próprias habilidades de maneiras muito limitantes. De fato, quando se trata de situações sociais, eles esperam que cometam erros e falham miseravelmente em se conectar com os outros em um nível significativo.

Seus pensamentos e crenças inúteis sobre suas interações sociais fazem com que se sintam extremamente inseguros. E, no entanto, uma de suas características mais agradáveis ​​- a de ser um ouvinte atento – é uma parte vital de qualquer relacionamento social significativo.

As consequências negativas da timidez

Ser tímido não é bom para o seu crescimento e desenvolvimento social e pessoal. Não apenas faz com que você evite propositalmente situações sociais, como também pode levar ao isolamento, tristeza, solidão, arrependimento e depressão.

De fato, toda vez que você evita uma situação social, nesse momento esgota seus reservatórios de autoconfiança. E quanto menos autoconfiança você tiver, menor a probabilidade de opinar, de fazer novos amigos, de aproveitar as oportunidades sociais para promover sua carreira ou atingir os objetivos desejados.

A timidez é uma realidade e atrapalha a vida de muitos. Os tímidos dificilmente buscam ajuda para tratar isso, justamente por sentirem medo e acharem que isso é embaraçoso e que as pessoas vão julgar sua condição. Mas não há nada de errado em buscar ser alguém menos tímido e de fato viver a vida como se deseja sem que a timidez atrapalhe.

Você que é tímido precisa reprogramar seu cérebro para aprender a identificar o problema e depois descobrir como controlar o processo para começar a viver um novo padrão de vida, e mais autoconfiante. 

A timidez está muito ligada a você olhar para si e sempre achar que está sendo julgado com inferioridade pelas pessoas, e isso faz com que o sentimento de vergonha te invada, pois acha que nada que faz é bom o suficiente para os outros terem uma boa imagem a seu respeito.

Apenas uma situação ruim já é o suficiente para fazer uma pessoa se afundar na timidez, desencadeando uma espiral negativa de falta de confiança. E isso pode ter efeitos muito complicados, afetando diretamente a sua vida profissional, pessoal e até mesmo acadêmica. 

A apreensão em falar ou agir em qualquer situação social limita o seu potencial, afeta a sua capacidade de ser você mesmo. Você permite que as outras pessoas e seus supostos pensamentos a seu respeito ditem como serão suas atitudes.

Por exemplo. O confronto tem um papel importante, pois nos ajuda a crescer, e o tímido o evita, pois tem medo de mostrar sua vulnerabilidade, fracassar ou se sentir rejeitado. É por isso que é tão importante que você entenda de onde vem esses medos e o porquê deles estarem aí. 

Posso perder minha timidez e ser mais autoconfiante sozinho? 

Se o seu nível de timidez te impediu de fazer qualquer coisa que seja, sim, você precisa de ajuda, e provavelmente não conseguirá sozinho. Por isso neste artigo, quero te ajudar a abandonar a timidez e desenvolver mais autoconfiança. 

Se confrontar e enfrentar essas situações vai fazer de você alguém menos tímido. Quando você deixa de enfrentar as situações temidas porque acha que não vai adiantar, você está jogando a toalha e dessa forma nunca terá um resultado.

Não espere que com o tempo isso mude sozinho e milagrosamente se torne uma pessoa mais autoconfiante. O que vai definir isso serão as pequenas coisas que fará durante esse período de tempo. É isso que vai gerar mudanças: enfrentar as situações que sente medo, isso vai te moldar e te fazer alguém menos tímido.

Seu cérebro constantemente criará barreiras para os momentos que se sente desconfortável, então muitas vezes não vai sentir a menor vontade de tomar alguma atitude, pois considera mais seguro permanecer na sua zona de conforto. 

Mas depois que enfrenta essa dor, você recebe a recompensa, pois não deixou que a sua mente mandasse em você e determinasse a sua atitude. E isso se torna um ciclo virtuoso, você se torna cada dia mais confiante. 

Então ter alguém que te ajude e te incentive quando esses momentos de timidez vierem, é fundamental. É sempre bom ouvir dicas de alguém que de fato entende do assunto ou que algum dia já passou por isso, mas venceu essa barreira. Isso irá de impulsionar.

Então agora, vamos para as dicas para eliminar a timidez e se tornar uma pessoa mais autoconfiante. 

Não busque aprovação alheia 

Pessoas tímidas e inseguras estão sempre buscando a aprovação dos outros ao seu redor, mesmo que seja algo inconsciente. Isso faz com que ela se afunde na timidez e insegurança. Se tornam temerosas de serem julgadas, ridicularizadas, criticadas, humilhadas, envergonhadas, ou até mesmo rejeitadas. 

Elas tem um pensamento negativo delas mesmas e quando se trata de situações sociais já acham que vão falhar miseravelmente, e por medo de passar vergonha, preferem ficar quietas, porque elas dependem de aprovação alheia. 

Querer ser aceito por conta da timidez, nunca será uma vantagem para o seu desenvolvimento pessoal, acadêmico ou profissional. Não só ela faz com que você evite propositalmente algumas situações importantes para a sua formação, como também pode te levar ao isolamento, tristeza, solidão, arrependimento e até mesmo depressão. 

Todas as vezes que você evita uma situação por falta de confiança, você está esgotando seus reservatórios de autoconfiança. E quanto menos confiança você tiver, menos provável é que você dê sua opinião, faça novos amigos, aproveite oportunidades para promover sua carreira ou atingir os seus objetivos e sonhos. 

Abandone o medo de falhar 

Se você quer abandonar a timidez e se tornar uma pessoa mais autoconfiante, abandone o medo de falhar. Muitas pessoas tímidas deixa com que esse medo as mova, e não tomam uma ação para nada, ficam estagnadas no mesmo lugar. 

Todos nós temos metas e objetivos que gostaríamos de alcançar. Mas para conseguir colocar muitos deles em prática, você precisa se arriscar e se aventurar mais. Se você quiser ter uma vida de mais impacto, arrisque! Não tenha medo de falhar por conta da sua timidez e insegurança. 

Se a falta de confiança está controlando suas decisões, então é hora de entrar em ação. Nunca é tarde demais para fazer algumas mudanças na sua vida para superar a timidez. Mas como a timidez não some da noite para o dia, você pode ir devagar. 

Escolha uma coisa que você tem medo de falhar. Pode ser começar uma conversa com alguém, pode ser começar um projeto, pode ser dar ideias no seu trabalho, escolha qualquer coisa. E faça, mesmo com o risco de falhar. Isso vai aumentar a sua confiança a medida que for agindo, e vai perdendo o medo de falhar. 

Mude sua linguagem corporal

É fundamental ter uma linguagem corporal positiva para que as pessoas possam identificar em você confiança. Nada de ter uma postura torta, andar de cabeça baixa ou ficar com as mãos cruzadas. A sua linguagem corporal não só vai passar confiança para as outras pessoas, como vai fazer você se sentir dessa forma!

Uma psicóloga chamada Amy Cuddy aborda esse tema, falando sobre o poder do comportamento não verbal. E ela conta que manter nosso corpo com postura de autoconfiança por apenas 2 minutos já faz com que o corpo se equilibre para se sentir mais confiante. Não só nossa mente muda nosso corpo, mas nosso corpo também muda a nossa mente, está tudo conectado.

A forma como você anda, como gesticula ou como se senta, tem grande impacto na sua confiança e em como as pessoas irão te ver, por isso passe a prestar mais atenção na sua postura e em como você se comunica com o corpo!

Fale mais “não’s”

As pessoas tímidas tendem a estar excessivamente preocupadas com as reações de outras pessoas, elas evitam questionar ou mudar o rumo das coisas. Isso não significa que eles são pessimistas ou covardes, mas que elas não sabem falar “não”.

Se quiser perder a timidez e insegurança, busque ser mais assertivo e comece a falar não, quando você não quer algo. Ser assertivo significa falar por si mesmo quando deveria, pedindo o que deseja ou precisa, de forma clara e direta. E saber impor limites. 

Aprender a dizer ‘não’ será um grande passo para perder sua timidez! As vezes é muito importante que você se imponha e mostre qual de fato é a sua vontade, sem se preocupar com o que os outros vão pensar. Não confunda dizer não com ser mal educado. Mas não tenha medo de priorizar o seu interesse. A medida que fizer isso, se tornará mais autoconfiante. 

Saiba como isso funciona no seu cérebro 

Perder a timidez e se tornar uma pessoa mais autoconfiante é um processo. Portanto, siga essas dicas diariamente. E dedique o seu tempo a estudar sobre o assunto e a conhecer o seu cérebro e fazer ele trabalhar a seu favor. 

É lá que tudo isso começa, e lá que devemos mexer! Quer saber como a autoconfiança se dá no seu cérebro, e quer descobrir como reprograma-lo definitivamente para perder a timidez e se tornar mais confiante e seguro? 

Garanta sua vaga nesta aula ONLINE e GRATUITA: brainpower.com.br/confianca 

Como ganhar mais autoconfiança

Os seres humanos têm uma capacidade única e incrível de experimentar uma ampla gama de emoções. Mas se você deixar suas emoções ditarem sua experiência de vida sem descobrir por que você se sente de um modo específico, você deixa suas emoções te controlar. 

Com o tempo, isso afeta como você se sente e age todos os dias. Se você é alimentado por uma sensação de bem-estar, exala felicidade e calma. Se você estiver atolado pela negatividade, aqueles ao seu redor sentirão sua infelicidade e medo. 

Como você pode evitar o último? A verdade é que você está totalmente encarregado de como se sente, incluindo se está autoconfiante ou não. Depois de entender que seus sentimentos estão sob seu controle, você estará no caminho de entender como desenvolver autoconfiança . 

Sim, você pode desenvolver. Existe uma crença que diz que a pessoa tem, ou não tem autoconfiança, mas isso é mentira. 

Confiança não é algo com o qual as pessoas nascem – é algo que você deve criar, treinar no seu cérebro Criar confiança cria a sensação de certeza de que você pode realizar o que se propõe a fazer. Confiança é como qualquer outra emoção. É algo que você sente e pode treinar para acessá-la quando quiser. 

Você pode querer desenvolver autoconfiança por muitos motivos. Talvez queira perder o medo de falar em público, liderar melhor sua equipe, causar uma boa impressão para a pessoa que você está interessado… Seja o que for, o primeiro passo para ter mais confiança é saber porque você quer desenvolver isso na sua vida. Qual é o objetivo? 

Depois de identificar qual é o seu objetivo, você pode criar confiança no seu cérebro. Para atingir o seu objetivo, você precisa ser uma pessoa autoconfiante, não há outra maneira para fazer isso. 

Muitas vezes a falta de confiança nos impede de realizar. Abrimos a porta da incerteza, hesitação, medo, dúvida e insegurança. E quando você se tornar autoconfiante, todos esses pensamentos negativos vão embora. 

Sua mente e seu corpo iniciam um ciclo positivo, cada parte percebendo a crescente confiança  e respondendo da mesma forma. As situações ao seu redor não mudam, mas você se torna outra pessoa. Uma pessoa autoconfiante. E isso muda absolutamente tudo. 

A confiança é o combustível que transforma desejo em realidade. Sem confiança, um desejo é apenas um desejo, uma ideia de projeto é apenas uma ideia, uma pessoa que você gosta é apenas uma pessoa… Você precisa de autoconfiança. Se tornou uma questão de necessidade e sobrevivência. 

Ela muda absolutamente tudo. 

Comece mudando os seus padrões de pensamentos 

Aprender a ganhar mais autoconfiança é um processo de descobrir e desconstruir as crenças limitantes que causam suas inseguranças, medos e até mesmo a timidez. 

Quais são as perguntas que surgem em sua mente diariamente? “Por que não consigo ser bem sucedido?” “Não sou inteligente o suficiente para alcançar meu objetivo?” “Outras pessoas me veem como um fracasso?”… Se esses são seus pensamentos, saiba que ele reflete diretamente na sua falta de confiança. 

Por isso, mude sua perspectiva e os padrões dos seus pensamentos. Troque essas perguntas por:  “Por que não devo realizar tudo o que me proponho?” e “Por que eu desperdiçaria tempo com minhas ansiedades em vez de me concentrar nos meus pontos fortes?” 

Quando você faz uma pergunta melhor, obtém uma resposta melhor. Como Tony Robbins diz: “Tudo o que você mantém em sua mente de forma consistente é exatamente o que você experimentará em sua vida”. A essência da construção da autoconfiança é a seguinte: se você entra em uma situação sabendo que pode lidar com ela – seja ela qual for -, é exatamente isso que você fará.

Ao avaliar suas crenças limitantes e mudar seu padrão de pensamento , aprender como ganhar confiança passa a ser algo natural. Pense em algo positivo sobre si mesmo e comece a se concentrar em todas as razões pelas quais terá sucesso, e não porque falhará.

Aprender a ter mais autoconfiança é uma jornada, mas existem algumas estratégias e primeiros passos que vão te direcionar a saber por onde começar. 

Lembrando, que isso serve para qualquer pessoa. Até mesmo para uma pessoa tímida. Neste artigo você encontrará alguns pontos a seguir para se tornar mais confiante e seguro de si. 

Aposte na sua linguagem corporal 

Mesmo se você não se sentir confiante o tempo todo, poderá parecer confiante quando necessário, ajustando sua linguagem corporal. Uma pesquisa da Psychology today sugere que, quando você projeta confiança por meio de suas ações , o grau em que você “sente” essas ações também faz com que a confiança pareça real.

Para colocar esse princípio em ação, diga a si mesmo que você é capaz de atingir seu objetivo. Então sinta a sensação de autoconfiança que você está projetando. Com a prática, construir confiança se torna natural.

Adote uma mentalidade de crescimento 

Para desenvolver autoconfiança, isso irá requerer uma consistência de pensamentos positivos. Ter uma mentalidade de crescimento é essencial. 

Passe a ver os seus desafios como oportunidades, por exemplo. Dessa forma você irá enfrentá-los com mais segurança. Você começa a ver os contratempos como um progresso, para que eles se tornem parte do domínio de como criar confiança .

Abandone a necessidade de controle 

Uma pessoa insegura, é uma pessoa que está, o tempo todo controlar o ambiente ao seu redor. E por não conseguir, porque nenhum ser humano da face da terra tem 100% do controle de nada, é que vem a falta de confiança. 

Quando você está focado em manter um senso de controle na vida, na verdade reduz a sua confiança. Nada na vida está verdadeiramente sob nosso controle. Ao deixar ir, você é capaz de aceitar as circunstâncias como elas são, que é um componente poderoso para aprender a criar confiança . Aprenda a reconhecer sua necessidade de controle . Tome medidas para deixar isso e encontrar um verdadeiro senso de satisfação e confiança na vida. 

Aprecie seu valores e viva de acordo com eles

Parte do problema da insegurança é que você começa a duvidar de quem você é – os valores que o inspiram e guiam suas decisões. Para realmente aprender a construir autoconfiança , orgulhe-se de seus valores. Eles fazem você exclusivamente você. 

E quando você faz escolhas baseadas em valor, não há espaço para dúvidas. Você está vivendo de acordo com seus próprios padrões, e essa é a definição de uma vida extraordinária, cheia de paixão e propósito.

Pratique exercícios físicos 

O corpo muda a nossa mente e a forma como agimos. Se você quiser se tornar uma pessoa autoconfiante o seu corpo precisa enviar essa mensagem para o seu cérebro. E isso não aconteceu sendo sedentário. 

Além das substâncias que são liberadas te dando bom humor e mais disposição, praticar exercícios físicos pode te tornar uma pessoas mais confiante. Além de também melhorar a sua aparência,  que algo que também contribui para aumentar a auto confiança.

Se você não tem esse hábito, vá aos poucos. Comece com uma pequena caminhada e vá aumentando gradativamente. E isso não se refere a apenas academia ou a corrida, faça algo que sente prazer, como: dança, natação, pilates, entre outras coisas que tiram o seu corpo do sedentarismo.

Faça uma lista

É muito importante você materializar os seus objetivos. Faça uma lista daquelas áreas que você quer obter mais confiança. Exemplo:

  • Quero ser mais confiante no meu trabalho
  • Quero ser mais confiante na paquera
  • Quero ser mais confiante para tomar decisões
  • Quero ser mais confiante para me apresentar em público
  • Quero ser mais confiante para que as pessoas me vejam de uma forma diferente

Quando você visualizar as situações que você precisa de mais confiança, ficará mais fácil traçar metas, e agir em cima disso. Aqui nesse artigo você encontrou algumas dicas para se tornar uma pessoa mais confiante. Mas nó preparamos uma aula online e gratuita sobre isso. Lá você vai entender como a confiança se forma no nosso cérebro, porque ela é importante, e como fazer para chegar lá.

Então se você quer de fato se tornar uma pessoa mais confiante, pegue essa listinha que você escreveu, e assista a aula. Vamos juntos colocar isso em prática, você vai ver que é sim possível se tornar uma pessoa mais confiante! Te encontro lá!! ????

brainpower.com.br/confianca